quinta-feira, 5 de julho de 2012

...no meu tempo era assim!

...um, dó, li, tá, cara de amendoá, um segredo colorido quem está livre, livre, está... Um, dois, três, macaquinho do chinês... Coito...A mamã dá licença? Quantos passos? ....
Que saudades tenho, quando me lembro da minha infância, dos tempos de colégio, das brincadeiras e jogos que fazíamos. Porque será que nunca mais vi e ouvi estas expressões, estas brincadeiras? Já não se fazem? Já não ensinam coisas giras? Mas afinal a que se brinca nos recreios e nos jardins? Eu adorava o jogo da macaca, do elástico, do mata. Jogávamos às escondidas, saltávamos à corda e ao elástico. Era giro, foram bons tempos e eu tenho saudades de ver crianças assim.
Claro que as coisas evoluem e hoje têm outras coisas giras também....mas no meu tempo era assim.
Este era o mês dos Jogos Sem Fronteiras, a primeira excitação das férias. O dia que podíamos ir para a cama mais tarde, só para ver os jogos,  imitar e tentar fazer igual nos dias seguintes...

brincar às escondidas, jogar à macaca e às sombras, fazer gincanas...era tão divertido


No meu tempo, esta era também a altura da feira do artesanato. Ir jantar ao Estoril, à feira e comprar um brinquedo de madeira era programa obrigatório. Programa em família, com primos e amigos. Programa que continuamos a fazer e que a C. adora. Programa que quero manter e fazer...porque afinal ainda pode ser como antes.

...o ano passado foi assim, cabeça partida com direito a pintura da Kitty, claro...e no final trouxe o brinquedo de madeira, como manda a tradição
foto grande by mae360


Para finalizar outra das tradições de Verão, do meu tempo...comer um gelado no Santini, esta então definitivamente já não é o que era...mas por um lado ainda bem, agora podemos comer o ano inteiro, mas já não sabe tão bem!


...dos primeiros gelados do Santini que a C. comeu, este ano prova a C. pequenina




No meu tempo era assim, e no vosso era igual?




ps - ... com a cabeça já nas férias e no "dolce far niente", nada mais indicado que começar a pensar em todos os pormenores que faltam para que tal aconteça. Quer descansar, não pensar em almoços, farnel e jantar dos miúdos, em birras e noites a dois ou com gente crescida estragadas? Então fale com as SVHome e leve uma empregada para ajudar, só assim poderá dizer quando chegar. Que ricas férias!


...para saber mais veja aqui








pss -...continuamos " in the mood for saldos" e aqui fica o registo da C. com mais um kit mix saldos + nova colecção. Os primeiros calções de " grande" e iguais aos da mãe,como ela disse, comprados na Zara, no Verão passado vestidos com a túnica da DOT que fica tão gira...


calções Zara, saldos do ano passado e túnica DOT


Have fun...


No facebook AQUI

28 comentários:

  1. Gostei!! No meu tempo...era assim...e era como já disse uma vez,o brincar na rua!! Hoje não há miúdos e não há rua!Quanto á feira lá estivemos a semana passada!Programa obrigatório! E que saudades tenho dos jogos sem fronteiras...Em relação ao Santinni...pois também acho que já não sabe ao mesmo!! Quando sequer muito....muito se perde! bjs

    ResponderEliminar
  2. Que saudades que eu tenho desse tempo, brincadeiras tãaaao giras que nós tínhamos! Tenho taaanta pena que os miúdos hoje não brinquem assim...perdem tanto. Já não gostam de brinquedos, só querem botões, comandos, telemóveis, Ipads...não percebo, que graça é que isso tem? O que é que aprendem? Que emoção trazem? Com que recordações ficam da infância?

    Estou com a Ana: mamãs com crianças mais crescidas, digam lá...como é que brincam as crianças nos colégios? Já não há jogos? Meninas a brincar aos segredos, ao elástico, às almofadinhas e meninos a brincar aos pneus e ao berlindes?

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Que saudades dessas brincadeiras ... a macaca..macaquinho do chinês....há tanto tempo que não ouvia estas palavras... cheias de magia...OBRIGADO ...

    bjns
    Raquel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é pena não continuarmos a ouvir...porque era tão bom!
      beijinho Raquel ;)

      Eliminar
  4. Juro que eu não me lembro de dizer Coito!!! Do resto sim:):)
    Lmbro-me muito de brincar na rua, no Alentejo dos meus avós. Lmbro-me de ser tão livre na minha praia em Odeceixe, onde vou há 37 anos (sim, porque fui ainda na barriga da mãe). Lembro-me imenso de amar a roupa antiga (Deus, como eu amava esses momentos)!.Lembro-me da quinta da minha grande amiga Vera que tinha cavalos. Lembro-me de momentos muito felizes:):)

    Já combinámos uma ida aos saldos, não já??

    E acho que neste fim-de-semana um gelado na Santini não escapa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. yupiiiiiiiiii voltou:)
      beijinhos super star

      Eliminar
  5. Há algumas semanas atrás foi a festa do colégio do meu filho e quem se divertiu imenso foram as mães, fomos todas saltar à corda! E os filhos mais velhos acompanharam-nos e os mais novos saltaram ao nosso colo, foi tão giro!
    foi fantástico para nós voltar a esse tempo e muito divertido para os miúdos que brincaram connosco...

    Beijinhos e não deixe de brincar com as suas meninas, elas vão ficar craques!

    ResponderEliminar
  6. Lindoooo!
    E para tua informação, as crianças ainda brincam a isso tudo, as tuas é que ainda não chegaram lá! Podes ficar descansada! ;)))
    Típico a Feira do Artesanato do Estoril! Nós vivíamos mesmo em frente até há 6 meses atrás. E claro que passávamos lá a vida! A Gigi adora! E o Santini! Típico programa depois da praia!
    Temos de combinar uma feira ou um Santini! ;)))

    ResponderEliminar
  7. Brincam? Não sei... Agora os brinquedos são todos automáticos as crianças não têm que inventar nada é só carregar nos botões...

    ResponderEliminar
  8. Mamã dá licença?
    Sim!
    Quantos passos?
    Dois à bebé!!!!
    Adorava...Inesquecível
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Hmm... Eu brincava a essas coisas mas a minha filhota com 7 anos também brinca! Pcs, PSPs, Ipads não entram na brincadeira dela do dia a dia, só de vez em quando. Bom bom é brincar, saltar á corda, subir ás árvores, jogar ás apanhadas e escondidas, saltar á macaca, tudo coisas feitas mesmo hoje no parque perto de casa :))
    Da minha infância relembro mais os dias de verão em S. Martinho, ver os Jogos sem Fronteiras e torcer por Portugal ;)

    ResponderEliminar
  10. Passáva horas na rua com os meus amigos! Almoçáva a correr e lá voltáva eu. Espero que a minha filha também brinque assim, se não brinco eu com ela!
    Jogos sem fronteiras, era uma emoção e Portugal até ganháva bastantes vezes!
    Santini é que não. Moráva muito longe, nunca os provei.
    Bjitos Ana

    ResponderEliminar
  11. Sim A....não te preocupes que elas ainda brincam a essas coisas nas escolas,as tuas é que são muito pequeninas,ainda não chegaram lá....Mas fora da escola torna-se dificil brincar a tudo isso,entre os T.P.C,as pesquisas para o tal trabalho de grupo,o estudar para os testes,a natação ou karaté e ballet,entre as compras para a semana e a falta de jardins bem apetrechados ou familiares com disponibilidade para ficarem com os miudos nas férias....torna-se de facto muito dificil que eles sejam verdadeiras crianças...
    Eu sempre passei os 3 meses de férias em Sines em casa de uma tia-avó e tinha muitos amigos com os quais brincava na rua....A ordem de regresso a casa era ás 22h e até lá era correr,saltar,brincar e até"namoriscar"na rua pois poucos carros passavam e todos se conheciam.
    Mas como deixar agora uma criança na rua até ás 22h se estamos rodeados de pedófilos,loucos e até raptores???
    Sempre que lá vou passar férias claro que deixo os meus filhos reviverem tudo o que eu fazia mas mesmo assim é diferente pois tem que haver sempre supervisão de um adulto e nem sosinhos de bicicleta podem ir para a praia por causa de tantos carros...
    Sinto muita falta desses tempos mas a vida muda e só a nós cabe a dificil tarefa de torná-los crianças felizes e equilibradas.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Alguém sabe a letra certa daquela brincadeira que vou tentar cantar (na primária era assim que a percebia): "ha ona ha ona dei, ai mini mini mai, macarrona tuti fai, tuti fai, ai ai, papa gai, ai ai, uni sap sap sap, uni sep sep sep, uni sip sip sip, uni sop sop sop, uni sup sup sup" e aquilo consistia em duas pessoas a bater as palmas umas contra as outras e a bater no peito (tipo a coreografia do, agora, panda "soco soco bate bate").

    Eu nasci e cresci no Alentejo. Quando aos 12 vim viver para lisboa (ha 17 atras) fiquei em choque com a clausura que os outros viviam por cá (eu continuava a ter liberdade e confiança para andar onde queria e como queria mas quase sempre sozinha porque os outros...uiiii...), quanto mais agora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindooo!! Já não me lembrava desta! A letra era tal e qual assim. E também havia aquela "pimponeta, pitá pitá pituxa, pitá pitá pituxa....! Lol

      Eliminar
  13. É mesmo verdade... essas brincadeiras todas só fazem bem!
    As minhas filhas (8 e 10 anos) ontem vieram do ATL onde estão este mês de Junho e chegaram negras a casa.
    Se calhar era para ralhar... mas eu não acho! Vieram negras porque brincaram até não poder mais.
    O ATL onde elas estão tem a maior parte das actividades ao ar livre, onde exploraram os jardins à volta e brincam as brincadeiras de antigamente!
    Só lhes faz bem... ao fisico e à alma!
    Adorei o Post.
    Parabéns pelo Bolg!

    Joana Delicado

    ResponderEliminar
  14. Maria João Piñeiro6 de julho de 2012 às 10:21

    Olá Ana,
    Também sinto muita saudade dessas brincadeiras, era tão divertido!!
    Os meus filhos fazem estas brincadeiras no Jardim-Escola e ainda bem! E eu também ainda gosto :) por isso sempre que posso costumo brincar com eles ao macaquinho do chinês, à mamã dá licença - aqui até improviso e com o mais velho pergunto-lhe a tabuada. Só avança se souber ;-) e não é que ele adora?!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  15. Ainda não tenho filhos mas muitos primos com idades diferentes e do que vejo ainda se brinca às mesmas coisas, outro dia ainda bati umas palmas com o "eu fui à Bélgica de aviãããooo, pelo caminho encontrei um borrachããão...", é como andar de bicicleta, não se desaprende, que bom!... Parece-me que ficou pelo caminho o prego na praia que já se falou aqui e as 5 almofadinhas que no tempo dos nossos pais eram as 5 pedrinhas :( Adorei o post! Claro! ;)

    ResponderEliminar
  16. E adorava o jogo da barra do lenço, estavamos ali metade do recreio de mãos atras das costas a ver quem fintava 1º o outro! Era lindo quando gritavam FOGOOOO!!! E ia tudo ao molho - AAAAHHHHH!!!!

    ResponderEliminar
  17. Olá Ana! Brincar, acho que vão brincar sempre... talvez não seja tanto ao ar livre, mas depois vingam-se nas férias. O importante é ter amigos, tempo para brincar, e pais atentos que os estimulem a ver o mundo e a estar com os outros! mais uma vez, fotografias de sonho! Um beijinho,
    Sofia

    ResponderEliminar
  18. ...aiiii no meu tempo...no meu tempo também era assim...tenho tentado ensinar a minha filha muitos desses jogos...ela na escola também brinca, no outro dia couto-nos que tinha aprendido o SR. BARQUEIRO...foi tão bom recordar...

    Bjos

    ResponderEliminar
  19. Este post trouxe-me à memória dias tãaao felizes! As férias de Verão intermináveis, as brincadeiras na rua... jogar ao elástico e à macada, adorava!! Tão bom!! E vou adorar passar tudo isto para a minha C. e brincar com ela. Acho que isso também é muito importante!! Fotos lindas da C. grande, mais pequenina!! ;)
    Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  20. Que saudades!!!! Adorava ver os Jogos sem Fronteiras, e depois passar os dias seguintes a tentar recriar os jogos com os amigos na rua! Os jantares com a avó na Feira do Artesanato.... que saudades da avó...
    O santini ainda hj não pode faltar!Já é um ritual que fazemos com a B*
    Humfff que saudades desses momentos felizes :)
    Obrigada Ana, pelo post e por nos fazer recordar coisas tão felizes ,Oh happy days :)

    ResponderEliminar
  21. ...Nem sei que dizer...que máximo tantos comentários, adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...
    Mas não consigo responder um a um...mas um grande beijinho a Todas!
    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  22. Isto são lengas-lengas que se perdem no tempo...; não é 'um segredo colorido' mas sim 'um segredo coloredo'...; é típico das lengas-lengas não fazer sentido e usar palavras que não existem... mas é importante que os sons combinem e tenham ritmo; é por isso que 'segredo' vai com 'coloredo' e não com 'colorido'...

    ResponderEliminar