quinta-feira, 17 de maio de 2012

...gémeos

...O que fazer quando se tem dois filhos gémeos? Devemos ou não incentivá-los a estarem algumas vezes separados? Devem andar na mesma sala, no colégio? Aposto que muitas mães já passaram por estas dúvidas ou ainda vão passar.


Porque tenho grandes amigos com filhos gémeos hoje apeteceu-me falar sobre eles.
Sem qualquer referencia, apenas seguindo o meu instinto e, volto a repetir, sem qualquer experiência, pois não tenho filhos gémeos, apenas "sobrinhas" e "sobrinhos", acho que desde cedo os tentaria individualizar, separando em algumas ocasiões, porque acho importante terem de se orientar e desenrascar sozinhos, noutras porque não mantê-los juntos, se sabe tão bem ter a companhia da pessoa com que mais nos identificamos, ter a cumplicidade ás vezes de um simples olhar...enfim decisões dificies para mães que devem sofrer com esta tomada de decisão. Que eu saiba ainda nada está 100% provado do que é melhor fazer, logo ainda mais dificuldade devem ter nestas ocasiões em que decisões tão importantes têm de ser tomadas.

Por exemplo, acho que se pudesse, desde cedo cada um teria a sua cama e não os punha a dormir juntos (apenas o faria logo que nascem  e talvez no 1º mês).

L e M com umas horas...so sweets


De vez em quando deixaria um a dormir em casa da avó, ou da tia, da pessoa em quem confiasse para o fazer. Acho importante sentirem a falta, mas perceberem que é uma falta temporária, que em pouco tempo voltarão a estar juntos e que mesmo que se repita vai haver sempre um happy end, e os dois voltarão sempre a juntar-se.  E faria desde cedo, para que se habituassem e cada vez lhes custasse menos essas separações (mais velhos deve custar mais).

Na sala de aula, não sei se o faria, aí acho que a ajuda das professoras e auxiliares poderá ser fundamental para que mesmo juntos, se habituem a estar com outros amigos. Incentivar a que isso aconteça só o conseguiremos se estiverem no mesmo sitio, ou seja acho que a separar, neste caso, fá-lo-ia mais velhos.

Vestir de igual também, porque adoro ver irmãos vestidos de igual, mais ainda gémeos vestidos de igual, adoro, adoro, adoro! Mas claro, que o faria, em ocasiões especiais. No dia a dia, mudava a cor ou até mesmo o estilo. Para que não achassem que se estão sempre a ver ao espelho, porque um não tem obrigatoriamente de ser o reflexo do outro, até porque um e outro são e têm personalidades e gostos diferentes.

iguais, mas diferentes...diferentes, mas iguais!


Cuidado se uma for mais esperta que outra, for melhor aluna, atenta e interessada, não esteja sempre a fazer comparações, elogios em deterioração da outra. Já pensou que  pode muito bem ser uma artista, mais aluada mas que será a próxima estrela de cinema? Cuidado muitas frustrações começam em criança.

A minha convivência com a L. e M. fez com que tivesse algumas destas ideias, mas também me lembro muitas vezes de outras duas gémeas (a primeira vez que fiz de babysitting com 15 anos foi de duas gémeas que adorava a I. e M.), infelizmente uma delas está neste momento a brilhar no céu, uma estrelinha,que de certeza continua a olhar e a guardar a sua querida irmã.
Adoravam-se, eram muito amigas, mas muito, muito diferentes. Foi um choque mas foi ainda maior a dor da separação definitiva. Não que ache que deve treinar para que isso aconteça, nem pensar (porque nem penso que isso possa acontecer), e mesmo que se treine nunca , mas nunca se consegue suportar e aguentar bem. Foi apenas um exemplo doloroso mas que me fez m uitas vezes pensar que se um dia tiver gemeos vou querer que saibam viver um com o outro, mas também que o saibam fazer em alguns momentos, sem.

Se ter um filho é bom, dois ou mais deve ser ainda melhor, uma sensação única, e inexplicável, cansativa, trabalhosa, mas muito gratificante de certeza e que só pais de gémeos podem saber o que é.

Parabéns a todas as mães e pais de dois, três, ou mais (devem ser poucas)...que nasceram ao mesmo tempo e que vos dão alegrias a dobrar, triplicar, ou....Têm todos a minha admiração, porque acredito não dever ser nada fácil por vezes certas decisões que têm de tomar....

adoro estas duas...

...e adoro estes dois

ps -  ...as toilettes foram feitas em relação ás minhas convinções, meninas de igual



...meninos de igual...


...meninas diferentes e com muita pinta,



...e rapazes diferentes e amorosos,

...o maximo um rapaz e uma rapariga


Adorava saber as vossas opiniões por isso comentem, este tema para mim também é novidade e acho que todas podemos aprender com as experiencias umas das outras.

Amanhã um must have giro, diferente e muito útil.

Vejam Cacomae no facebook aqui!








16 comentários:

  1. Estou grávida de gémeos, um casal, e têm uma caminha para cada um. O quarto será partilhado se possivel até eles deixarem... provavelmente na adolescencia quererão separar-se. A roupa não é igual, quanto muito poderá haver 1 ou outro conjunto coordenado... irão juntos para a escola. Acho que deve fazer-se tudo para que cada um seja um individuo, sem depender demasiado do outro, mas mantendo as vantagens da ligação inigualável que dois irmãos gémeos têm. Beijinho!

    ResponderEliminar
  2. Olá, e muitos, muitos parabéns...obrigada por ter comentado e ter partilhado a sua ideia do que irá fazer:)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Manos de igual não! Nem pensar, no máximo coordenados mas não de igual. Sou tia de dois casais de meninos gémeos e duas meninas gémeas, acho que deve ser sempre respeitado o individualismo de cada criança pois não são cópias mas dois bebés/crianças diferentes. Também sou a favor de quartos separados, quando o desejarem, pois partilhar é humildade e amor.Também sou a favor de serem colocados em salas de aula separadas a minha irmã optou por esta solução para os meus sobrinhos, pois um deles tem uma personalidade mais dominante e foi a melhor solução. Cada um tem o seu grupinho de amigos e destaca-se na sua turma algo que não acontecia anteriormente:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vania, que grande sorte! Ser tia assim, deve dar um enorme prazer...e concordo consigo, e mais obrigada pela dica e alerta em relação ás aulas separadas, nao tinha pensado nessa vertente e é mesmo importante, de certeza já ajudou alguma mãe indecisa!
      Um beijinho e obrigada

      Eliminar
  4. Ana, adorei o tema!! Por razões óbvias:)...
    Ter gémeos pode começar por ser uma ideia algo assustadora (para mim foi apenas durante a primeira hora depois de sair do consultorio do médico), mas, na verdade, é uma experiência maravilhosa! Se ser mãe de uma criança é o que é, ver dois bebes deitados ao nosso lado eleva-nos a um mundo de sonho.
    Posso dizer-lhe que, muitas vezes, pensei que não podia ser verdade, que não era eu que ali estava, que não podia ser merecedora de tal presente: dois bebes perfeitos, amorosos e acima de tudo...meus!!!
    Vê-los crescer é outra maravilha: com a mesma realidade, a mesma educação, o mesmo contexto e...tão diferentes!!
    E é esta diferença que é preciso respeitar e até promover!!
    O resto é mesmo entre eles - a cumplicidade, a protecção e o amor existente entre os gémeos é um mundo só deles, no qual ninguém entra e que só eles compreendem!!!
    Mais uma vez os meus Parabéns pelo Blog e por este Post em especial!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Marta adorei o comentário!!!
      Um grande beijinho

      Eliminar
  5. Os gémeos são crianças sempre tão diferentes. Não sou mãe de gémeos, mas na minha sala existem 2 pares de gémeos. O que acho muita graça, é o facto de serem e terem, as mesmas birras e cumplicidades que qualquer outro irmão, a diferença é que passam mais tempo juntos, e passam pelos mesmos estágios , quase em simultâneo. Muitas vezes noto, que mudam as sua personalidades , se um é mais desinibido, passado uns meses (por vezes menos) passa a ser mais envergonhado, se um é mais chorão , passa a ser o mais acessível e dado... é fabuloso assistir ao crescimento dos gémeos. Vesti-los de igual, é opção, na minha opinião não vai afectá-los em nada, quando chegar a altura de escolherem farão, como qualquer criança, as sua opções mediante gostos e preferências. Separá-los não acho que crie algum tipo de autonomia, a falta um do outro eles sentem não fossem eles irmãos gémeos. Mas não vejo que ganhem autonomia com isso. O contacto que tenho tido e a experiência , dizem-me que há situações onde , apesar de juntos, na mesma sala, os gémeos procuram as outras crianças, o seu espaço, a sua autonomia. É um universo fabuloso. Seres tão idênticos, tão ligados, mas nem sempre tão "iguais" como na maioria dos casos os teimamos, chamar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sónia, achei extraordinária a descrição e que bom mé ouvir as palavras de uma pessoa que não é mãe de gemeos mas que provavelmente passa tão ou mais tempo com eles e que pode observar coisas que as mães, pelo papel que têm nunca o podeão fazer...

      Muito, muito obrigada.
      Um beijinho

      Eliminar
  6. Olá,
    Que bom tema! é raro ver blogs que falem sobre gémeos e eu como mãe de 2 gémeas com 9 meses, gostei muito de ler! Foi uma óptima noticia quando soube que ia ter não 1 mas dois bebes!! As minhas são totalmente diferentes no feitio, personalidade e ritmo! A única coisa em comum é que comem muito bem as duas!
    Desde que nasceram que dormem em camas separadas, a roupa é muitas vezes igual mas nem sempre. Sendo igual é mais fácil para as vestir. Desde os primeiros meses que nas saídas á rua nem sempre vão as duas, uma vai com o pai e a outra fica com a Mãe e vice versa. Gosto do momento em que uma delas dorme e posso dar atenção só a uma. É um desafio muito giro e que de complicado tem muito pouco! Acho que no futuro na escola será importante estarem em turmas diferente se uma delas tiver uma personalidade + dominante, o que me parece que vai acontecer :)

    Espero que venham mais post sobre gémeos!

    ResponderEliminar
  7. Olá Mariana, obrigada, e parabéns pelas gémeas!Foi bom ter dado a sua opinião para que mais maes possam ver e seguir dicas e conselhos!
    Um beijinho e vai ver mais posts sim, pelo menos algumas referncias que até ja tenho na cabeça:)a gémeos!

    ResponderEliminar
  8. Olá Ana! Mais um excelente post. Não tenho gémeos mas tenho uma grande probabilidade de ter numa próxima gravidez e, admito que não ficaria muito entusiasmada... Sempre pensei ter um só filho e é o que tenho mas, agora, ando com uma vontade enorme de voltar a engravidar. Com a dita crise o meu marido não está de acordo e eu tenho medo que possam vir gémeos e, assim, ficaria com três filhos numa altura de incertezas. SE acontecesse acho que os vestiria de igual mas de cores diferentes. Nunca pensei muito nisso, só mesmo nas roupinhas pois sou fanática por vestir e procurar roupas para a princesa.
    Beijinhos e que venham mais posts sobre gémeos a ver se me convence.

    ResponderEliminar
  9. Oh Vanessa, tenho a certeza que depois de ler todos os comentários aqui feitos hoje, se rende já ou se renderia na 1ª hora depois de receber a noticia...um grande beijinho e sim, vai ver mais posts de gémeos :))

    ResponderEliminar
  10. Ana,
    Mais um post fantástico! E não se aplica só a gémeos, mas também a irmãos com idades próximas.
    Acho que entraria em choque se algum dia tivesse gémeos. Tenho primos e grandes amigas com gémeos, e vejo a loucura (boa) que é.
    Beijinhos!
    Sofia

    ResponderEliminar
  11. Olá.
    Sou recém chegada ao mundo dos blogues.
    Queria deixar aqui registado que gostei muito deste, parabéns!
    Se por acaso houver uma ponta de curiosidade, deixo aqui a minha recente criação:
    http://fraldasebaldrocas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ly, tive e já fui ver, e gostei ...até já fiz like no fb...
      espero que continue a vir cá.
      Bjs

      Eliminar