quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Tu e você

Quando não existe nenhuma razão assim tão importante, assim tão especial, mas que de repente faz confusão a muita gente, leva-me a escrever um post só para explicar o porquê de ter passado a tratar as Cs por você. Não, não quero virar dondoca (um bocadinho mentira, porque se dondoca é aquela pessoa que tem imenso dinheiro para passar os dias em casa, na praia, em massagens, passeios e almoços com amigos, compras, viagens e outras coisas boas, ai isso gostava e muito) como comentaram há uns dias noutro post.
Não gosto de ouvi-las tratar os avós por tu, a senhora do supermercado ou até os vizinhos mais velhos que encontram no elevador. Acho que tem de haver uma certa distancia e um certo respeito pelas pessoas mais velhas (não tanto por mim ou pelo pai, mas isso seria muito mais confuso de explicar a crianças tão pequeninas que a uns não faz mal e a outros não pode mesmo ser). A verdade é que sempre as tratei por tu, mas isso também as leva a responder igual. De há uns tempos para cá mudei de estratégia e tento tratá-las por você para que o façam também. Não está a ser fácil e ainda vai demorar, mas tal como em tudo, não vou desistir e elas vão chegar lá.
Concordem, não aceitem, achem ridículo, achem bem, esta é a nossa forma de educar, este é um principio que queremos passar para as nossas filhas. Mal está a nossa sociedade com tanta falta de respeito, com tanta má criação que anda para aí,  que vejo e assisto todos os dias e mesmo assim não vou questionar ninguém porque não educam alguns paizinhos as crianças que têm em casa.
Será que ficou esclarecido? Eu não quero parecer BEM, quero é ter filhas BEM educadas.



Nota: Cada um faz como acha bem e quer e eu não acho mal pais e filhos se tratarem por tu, só acho que nesta fase e idade delas era mais complicado compreenderem. Não considero ninguém mal educado por tratar os filhos por tu (até acho que isso é que é mais normal e logo que elas percebam a diferença quero tratar assim) e os filhos tratarem por tu os pais.




ps - Ai que vontade de começar a usar estes fatos de banho. O ano passado já não consegui o preto que amei, este ano vou ficar atenta ao inicio da estação. Para já um bocadinho das cores, que a Suuim vai ter e como não podia deixar de ser, são tão giras (vou apostar numa cor diferente para cada uma delas, acho)!




Que máximo, não acham? Parabéns Suuim, desejosa de ver tudo




pss - Ia já para um país tropical só para elas usarem os fatos de banho da Suuim e estas túnicas da Alice in Summerland. Não é LINDA?

Quero a túnica e o bronze dela...

Mas o que as Cs. ficaram de "olhão" foi na tenda que disseram logo:
- Oh mãe que gira, era mesmo esta que nós queríamos para ir dormir no Jardim da Estrela, não era Concha?
Ahahaha, que seria!
Estas miúdas são doidas por tendas e esta é mesmo querida.

Alice in Summerland, esta colecção de Verão promete...

44 comentários:

  1. Ah afinal é mesmo dondoca e gosta de se armar aos cucos nas feiras/mercaditos onde vai buscar as roupas para as sua filhas das marcas que publicita...sim minhas caras, já a encontrei várias vezes nessas feiras a ir buscar roupas de outras bancas/marcas e é só mesmo fachada... o que escreve aqui no Blog não tem nada a ver com a realidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas onde está a novidade????? Que as marcas me dão coisas? Que eu vou aos mercaditos??? Pois então eu vou dar-lhe uma a si. Recebo mas também compro, essa é que não sabia!!!!
      Continuo sem perceber porque não vai ler outros blogs mais reais com os quais se identifique e ainda perde tempo a ler este!!!

      Eliminar
    2. A inveja é um sentimento muito feio....

      Eliminar
    3. Permita me a sinceridade, oh Sr/Sra Sem Nome, take a look at yourself e não mande maçãs podes para o jardim das outras pessoas , pois , como disse na única frase que escreveu , com pés e cabeça "A inveja é um sentimento muito feio" ... não o exercite e tenha um resto de dia feliz... se conseguir ser feliz com tanto azedume... mas tente... decida ser feliz!!!

      Eliminar
    4. Eu sei bem disso.. mas por um acaso eu tenho uma marca que não lhe ofereceu nada... temos pena, mas tentou.
      E já agora, já a vi nas feiras a tratar as filhas por tu. Mas aqui no Blog é mais snob tratar por você, fica mais fino. Continuo a dizer que o que está a querer passar aqui é só fachada porque tenho conhecimento disso.
      Beijos e não seja tão azeda, eu só falo do que sei

      Eliminar
    5. Vai-me desculpar a intromissão, mas é inevitável não comentar o que acabou de dizer... e não consigo descrever de outra forma... uma FALTA DE EDUCAÇÃO gritante !!!
      Como é possível falar assim de alguém que pelo que me parece não conhece pessoalmente ??! Um horror...

      Eliminar
    6. Anónimos que comentam só para chatear nem me ralo muito, agora um anónimo que se diz ser uma marca, não percebo porque não assume qual é. O que acabou de escrever par mim é uma ofensa grave que esta sim me incomoda e não posso aceitar. Desde o primeiro dia que escrevo este blog NUNCA cravei NADA a nenhuma marca, pode falar com todas as que quiser que tenho a certeza de qual vai ser a resposta de TODAS. Não falo se gostam de mim como pessoa, como blogger ou do escrevo, mas nenhuma irá dizer que vou ter com elas a pedir o que quer que seja, porque não o faço. Escrever como anónimo não será suficiente nos dias de hoje para que a informática não chegue à fonte.

      Eliminar
    7. Anonimato, É quando falta TUDO, por isso há que perdoar este tipo de comentários tão despropositados e infundados. Ana Lemos, provavelmente também represento uma marca e até sei quem representa a dita marca anónima, e uma coisa lhe garanto, sempre que culpamos os outros por aquilo que não conseguimos, nomeadamente, ser felizes, fazer o trabalho que amamos ou ter o que merecemos afastamo-nos da realidade.

      Eliminar
  2. Quando eu era pequenina e andava na primária, levei um sermão gigantesco da minha professora só porque a tratei por "Você", lembro-me perfeitamente da resposta dela porque fiquei bastante sentida "VOCÊ É O CÃOZINHO QUE ESTÁ EM SUA CASA"...Quando os meus filhos começaram a ter curiosidade pelos vizinhos o Didi começou a dizer: "QUEM É ELA?" fiquei cheia de vergonha, e falei com ele e disse-lhe que não podia tratar assim as pessoas, agora saisse sempre "SENHORA VIZINHA" e acho super fofo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, não tem nada de mal tratar as suas filhas por você ate porque nestes blogues que acompanhamos quase todas o fazem... As justificações que dá é que não fazem sentido, são crianças é normal que tratem assim os adultos, quando tiverem idade suficiente vão perceber que não podem nem devem tratar assim as pessoas e vão perceber quando a Ana lhe explicar isso...tudo a seu tempo. A Ana precisou que os seus pais a tratassem por você para compreender isso?
      Tratar pessoas que não se conhece por você não é educado, quanto muito é a senhora ou o senhor... também terá que explicar isso as suas filhas.
      Normalmente as pessoas que tratam assim os seus filhos é por uma questão de " tradição" já vem de família, já foram tratados assim, e os seus pais também, normalmente acontecia nas famílias mais abastadas...
      Realmente achava que a Ana, apesar de andar nesse" mundo" , continuava fiel a si mesma e não era do tipo de ir em "modas", afinal...

      Marisa

      Eliminar
  3. Cada um educa o seus filhos como quer, as minhas trato por tu e elas sabem que às pessoas mais velhas se trata pela terceira pessoa ( sem o você) por uma questão de respeito e educação.
    i

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E as minhas mais cedo ou mais tarde também vão entender :)

      Eliminar
    2. Claro que sim! é uma questão de tempo... :)

      Eliminar
    3. sonhos de lua, e q idade têm as suas filhas? Com q idade elas perceberam q se tem de tratar pela 3ª pessoa?

      Eliminar
    4. As minhas filhas teem 5 e 2anos ....expliquei-lhe à de 5 claro porque a de 2 ainda não fala como deve de ser...e trabalho com ela cada vez que há um deslize no "tu cá tu lá "principalmente com as bisas e com os avós ...é uma questão de tempo! Não dou muita importância a esta questão só não quero que sejam mal educadas. Nunca tive problemas..

      Eliminar
  4. Eu coloco-me no lugar de uma pessoa de 60/70 anos e acho que iria adorar a proximidade de ser tratada por tu :) iria sentir-me mais jovem! E ser tratada por tu pelas crianças então, seria carinhoso no meu entender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bravo concordo plenamente e sou avó!

      Eliminar
  5. Concordo que cada um deve educar como lhe diz a sua consciência mas desengane se se acha que as suas filhas vão ter mais respeito aos avós e tios por lhes tratar por você. Os meus três filhos tratam os pais e avós por tu e no colégio fazem a total distinção tratando naturalmente as professoras pela terceira pessoa. Cabe nos a nós ir guiando e ensinando aos nossos filhos as diferenças. (calma que não sou o anónimo dos ataques lol).

    ResponderEliminar
  6. Blogger que é Blogger tem um anónimo cretino de estimação Ana!
    Sempre tratei os meus pais por pai e mãe (terceira pessoa) e sempre fui tratada da mesma maneira, e sempre fui muito próxima dos meus pais. Sem snobeiras nem pretenções nenhumas. Acho lindamente que lhes ensine essa forma de tratamento porque a verdade é que é constante ver no colégio onde trabalho miudos que não sabem usá-la. Bjs

    ResponderEliminar
  7. Concordo com os comentários deixados (aliás usar você é falta de educação,o correto é usar o nome da pessoa,ou professora ou doutora ,avó e por aí fora conjugando o verbo na terceira pessoa) os meus filhos às pessoas de casa é por tu ,fora (incluindo avós,tios....)é na terceira pessoa.E as crianças que tratam todos por "você"não é mais educadas que os outras.neste processo é importante ensinar o mais velho ,os pequenos vai lá por imitação :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo Claudia, e expliquei-me mal, quando digo você é a terceira pessoa que me refiro, não o passarem a chamar os estranhos por você :)
      Bjs

      Eliminar
    2. :) isso mesmo.
      E isto da educação dos pequenos temos de ser firmes e fazer sempre o melhor de nós.
      Bjs

      Eliminar
  8. Eu ainda sou do tempo em que tratávamos os pais por você mas éramos tratados por tu :)

    ResponderEliminar
  9. Olá Ana,

    Sigo o seu blog há muito tempo e raramente comento, embore aprecie muito o seu estilo e a sua forma de estar! Acho incrível como disse, que haja quem se dê ao trabalho de comentar para criticar... os blogs como todas as redes sociais não são obrigatórios para ninguém, segue quem gosta e há tantos de géneros tão distintos, para todos os gostos, eu diria!

    Os meus filhos já são agora adolescentes, 11 e 14 anos, sempre foram tratados na 3ª pessoa, precisamente pela razão que explicou, educação/respeito pelos mais velhos.

    Não tem a ver com mais ou menos respeito pelos pais ou avós é o distanciamento correto para os adultos em geral e em particular os que nos são menos próximos.

    No outro dia o meu filho de 11 anos perguntou-me se podia tratar-me por tu, ao que não me opus, mas ele vai tentando e diz que não dá jeito... ahaha!

    Não é por isso que não temos uma relação cúmplice, a nossa relação é ótima e a forma de tratar nada tem a ver com isso!

    Bj e continue a ser como é, há quem goste, e somos muitas, acredite!

    ResponderEliminar
  10. Joana Barros de Oliveira19 de fevereiro de 2015 às 14:37

    Ana, não stresses! Eu trato o lado do meu pai por tu e o da minha mãe por você, não me lembro nunca de ter sido de outra maneira, e não me faz confusão nenhuma. Tratei os meus filhos (e sobrinhos, etc) por você até terem idade de perceberem por eles quem podem tratar de que maneira. Hoje em dia eles tratam os mais velhos por você, os mais ou menos da mesma idades por tu e os mais pequeninos sempre por você (a minha filha Vera diz q é para se irem habituando...). Importante mesmo são os princípios, que claramente esse teu hater de estimação tem poucos, o resto é conversa! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem Joana e olha que tu até me conheces há muitos anos e à minha família, sabes bem que de armada à dondoca não sou nada ;)
      Bjsss

      Eliminar
  11. Adoro o blog e o estilo das meninas...sempre achei uma forma de estar muito natura...i like it....mas tratar assim as meninas respeito mas nao coincide com a imagem q passa...

    ResponderEliminar
  12. Ana concordo completamente consigo as minhas 3 filhas também tratam toda a gente por você.Quem lê o blog percebe que não está a armada em dondoca apenas trata-se de educação.
    Bjs

    http://behappybedifferent.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Qual é a relevância se a Ana trata as filhas por tu ou por você (3ª pessoa)? Quando sigo este blog, faço-o porque gosto do que leio, do que vejo, acho piada às miúdas, ao esforço da Ana para ficar em forma, à logística da família numerosa e cheia de pinta. Porquê ligar ao preciosismo da forma como as crianças são tratadas... Por tu ou por você... O que importa é que são bem tratadas e isso... Não se explica, sente-se...

    ResponderEliminar
  14. A minha não me trata por tu porque não deixo. Não gosto e consequentemente também não trata nenhum dos mais velhos, avós Tios, pais dos amigos. Quando há um amigo/a dela a tratar me por tu a mim é ela que corrige... eu noto bem a diferença de acharem sempre que ela é bem educada, não é só por isso, ela é delicada dela, mas ajuda! Ana estou consigo!!!!

    ResponderEliminar
  15. Conheço a Ana e peço desculpa mas acho que de facto tem a mania que é BEM. Tem um discurso mt redutor, gira e giro e gira e giro....mais nada. Nunca lhe ensinaram que tratar alguém por você é falta de educação.? Se calhar precisa de voltar para aLusofona terminar a sua licenciatura...pode ser que enriqueça o seu vocabulário, se torne mais interessante. Já pensou no exemplo para as suas filhas? Quer que elas passem o tempo com o giro e a gira na boca?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas quem me conhece bem pode assinar e dizer que é, quem me conhece bem sabe que foi na Lusiada e não Lusófona, mas enfim o que importava escrever era que digo gira e giro muitas vezes.

      Eliminar
    2. Joana Barros de Oliveira20 de fevereiro de 2015 às 11:14

      Q irritante! Pois eu conheço a Ana há quê, mais de 20 anos, e a Mãe da Ana, o irmão da Ana e, imagine, até conheci o Pai da Ana. E posso dizer-lhe que teve - em casa, onde realmente importa - uma muito boa educação, por vezes até demasiado rígida ( o teu querido pai às vezes não perdoava ;)). Se tratar as pessoas por tu ou por você faz alguma diferença não sei, sei que há coisas bem mais importantes, e que cada um tem o direito de fazer as suas próprias escolhas no que respeita à educação dos seus próprios filhos. E também sei que se tem tanta moral para apontar o dedo também devia ter por princípio, no mínimo, de assumir que o faz, em vez de se esconder atrás de um pc qualquer.

      Eliminar
  16. Como se costuma quem não se sente não é filho de boa gente!
    Mas Ana, não se importe com comentários maldosos....sempre houve e sempre haverá invejas, e estes comentários demonstram isso mesmo.
    Faz muito bem em ensinar as suas filhas assim. Eu tb comecei por tratar os meus filhos (tb tenho 3) por tu, e eles respondiam igual...ora aquilo fazia-me uma confusão tremenda porque nunca iria tratar os meus pais por tu e tinha os meus a fazerem-me isso...Oh diabo!
    Bom o facto é que largaram o Tu num instante e passaram-me a tratar por a mãe quer, a mãe faz, e não passa nada!
    Neste momento sabem estar em todo o lado, são uns miúdos educadíssimos, descontraídos e desempoeirados, sem snobeiras à mistura.
    Está no bom caminho, na educação das suas filhas e no seu blog que sigo e acho o máximo!

    ResponderEliminar
  17. A ver se é desta!
    Ana, gosto imenso do seu blog que sigo já há algum tempo. Acho-a despretensiosa e acho um piadão às suas três filhas!
    EU tb tenho 3 filhos e no início tratavam-me por tu, e eu logo de cabelos em pé, mas o que é que se passa aqui! Somos todos da mesma idade. E sempre fiz finca pé que não iria trata-los por você porque não gosto.
    O facto é que passado algum tempo, hoje o mais velho com 9, outra com 7 e outra com 4, e já tratam todos por a mãe quer ou pai quer, sem sinal de tu!
    Sem caganças, mas com educação!
    A mim sempre me fez confusão o Tu cá tu lá, porque nunca tratei os meus pais assim, nem tios nem avós, etc...e os miúdos têm amigos que me tratam por OLá Tia, estás boa??? Eu até apito!!!! Mas não me tratam com menos educação....a mim é que me faz confusão.
    Haja livre arbítrio, e acima de tudo, educação...!
    Continue com o bom trabalho e mantenha-se fiel a si mesma! Hão-de haver sempre invejas e faltas de educação.

    ResponderEliminar
  18. Então elas até agora eram mal educadas e com a diferença de tratamento vão passar a ser bem educadas. Se calhar se lhes explicasse a diferença elas compreenderiam. E não, não são muito pequenas para perceber até porque é nestas idades que aprendem melhor.

    Alexandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Alexandra vou tentar explicar melhor.

      Eliminar
  19. Mais uma vez chega de comentários. Não vou publicar nem mais um. Obrigada a quem percebeu o meu ponto de vista, obrigada a quem não percebe e ajudou a dar outras sugestões de como o fazer, comentários de quem pergunta como trato o meu marido, que não tenho berço, que sou possidónia estão apagados e só demonstram a falta de consideração que existe neste mundo dos blogs. Porque se mostra um bocado da nossa vida, já acham que podem tudo. Mas não, não podem e infelizmente mais uma vez se percebe porque cada vez mais blogs deixaram de mostrar comentários, porque cada vez mais pessoas acha que a liberdade de expressão não tem de ser falta de educação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual o motivo para tanta palavra e pouco conteúdo, vir limpar roupa suja para blogs e utilizar blogs para lavar roupa suja. Desnecessário!!!!
      Sim, faz-me confusão tratar os meus filhos por você, acho descabido mas cada um trata os seus filhos como quer... Não posso concordar, que esta estratégia seja a única forma, nunca fui tratada por vocês pelos meus pais e sei fazer a distinção, a educação é um dos pilares numa criança, e discordo que quando diz que não vão entender, as crianças entendem e bem, não é difícil de perceber que entendem MESMO, a escola/creche onde estão inseridos, corrigir no momento certo.
      Se me disserem que talvez seja mais fácil tratar tudo por você e assim não ter que passar horas a explicar a diferença, ok faz sentido e entendo a estratégia.
      Por outro lado é um pouco DUH alguém levar a mal uma criança tratar alguém por tu.
      Mais importante que estes pormenores é saber educar e amar os filhos o resto é paisagem. Prefiro ter uma filha que é feliz e se ama como é, que ter uma criança preocupada com a opinião dos outros e nunca faz nada sem ser agradar ao mundo e nunca a ela.
      Um beijo (se parecer bem LOL) para todas e sejam felizes, cada uma à sua maneira.

      Eliminar
  20. Não há comentários destes nos blogues que sigo da Australia ou E.U.A
    Infelizmente em Portugal é assim... Não há respeito por ninguem.
    Continua a não haver liberdade de expressão. E as pessoas ficam "azuis" com a felicidade dos outros!

    Ana cada um educa como melhor sabe e ninguem tem que julgar ninguem por isso.

    Um conselho: Modere os comentarios e não deixe que gente que se esconde atrás de um anonimato visite o seu blog para a ofender.

    Mantenha-se fiel a si mesma, que há quem goste.

    ResponderEliminar
  21. Ana,
    Sinceramente fiquei chocada com tantos comentarios desagradaveis...alias MESQUINHAS nunca pensei que os Portugueses fossem assim. Sempre adorei o seu pais onde passei uma linda infancia. E ler ô seu blog e outro metem-me um sorriso na boca.
    Eu no meu pais nao vejo esse genero de comments horriveis. Nem nos USA, UK,.
    Se me permete dou-lhe o conselho de parar de publicar comentarios maldosos, de pessoas sem educacao, sem abertura de espirito e frustradas.
    Pois so sujam o seu espaco. Senao a Ana vai ficar ao mesmo nivel reles dessa gentinha.
    Adoro o seu blog e continue a ser genuina e generosa como e. Mil obrigada pelas fabulosas dicas dos hoteis, boutiques, receitas e tanto mais.
    Big hug dear
    A.Cavendish

    ResponderEliminar
  22. Qual o motivo para tanta palavra e pouco conteúdo, vir limpar roupa suja para blogs e utilizar blogs para lavar roupa suja. Desnecessário!!!!
    Sim, faz-me confusão tratar os meus filhos por você, acho descabido mas cada um trata os seus filhos como quer... Não posso concordar, que esta estratégia seja a única forma, nunca fui tratada por vocês pelos meus pais e sei fazer a distinção, a educação é um dos pilares numa criança, e discordo que quando diz que não vão entender, as crianças entendem e bem, não é difícil de perceber que entendem MESMO, a escola/creche onde estão inseridos, corrigir no momento certo.
    Se me disserem que talvez seja mais fácil tratar tudo por você e assim não ter que passar horas a explicar a diferença, ok faz sentido e entendo a estratégia.
    Por outro lado é um pouco DUH alguém levar a mal uma criança tratar alguém por tu.
    Mais importante que estes pormenores é saber educar e amar os filhos o resto é paisagem. Prefiro ter uma filha que é feliz e se ama como é, que ter uma criança preocupada com a opinião dos outros e nunca faz nada sem ser agradar ao mundo e nunca a ela.
    Um beijo (se parecer bem LOL) para todas e sejam felizes, cada uma à sua maneira.

    ResponderEliminar