segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

A febre chegou

Hoje cheguei a casa ao fim do dia, depois de mais uma corrida de 8 km (tem-me custado tanto e não percebo porquê, já corri mais,  já corri mais rápido mas nestas duas ultimas semanas parece que corro com uma corda atrás a puxar para o sentido contrário. Tenho de aumentar km, porque a meia maratona parece que falta, mas logo, logo está aí e essa eu já decidi que ia fazer) e tinha uma bebé quente, a arder em febre e a pedir muito mimo e colo. Benuron, soro no nariz, um bocadinho de Vick no peito, um copo de leite morno, muito colo, festas e mimos até agora e alguns pedidos para que a noite não seja má nem para ela nem para mim, já que nestes dias o único nome que conhecem é o da mãe. Até vou deixar preparada a televisão com algumas series que não vejo faz tempo, a mantinha mais quente e o sofá cheio de almofadas, não vá ser esta a minha cama esta noite.
Nada que me espante, pois eu que sou uma acalorada tive frio o dia todo e a virose dos vómitos e diarreia já tinha visitado as manas mais velhas a semana passada, logo, mesmo que muito rija tinha de sobrar alguma coisa para a mais pequenina da casa.

Se não fosse pela razão má, estes momentos valem ouro e são do melhor que há


Este fim de semana, deu para tanta coisa que uma delas foi voltar a pensar no quarto das Cs, que mais um tempo (lá estou eu com os meus exageros e com a mania das mudanças em casa) volta a mudar. Continuo a adorar a ideia do beliche, mas neste momento já não sou só eu, a Carlota está desejosa de ter um no quarto, pois esta solução para a poupança de espaço continua a ser a ideal. As 3 vão continuar a dormir juntas, já todas disseram que quererem continuar assim, até a mini C quando as irmãs lhe perguntaram, mesmo, sem perceber patavina, respondeu a rir "ximm". Claro que tive logo de ouvir:
- Vê mãe, eu não disse que nós somos a manas coladas? Vamos andar sempre assim juntinhas.
 E em roda abraçadas, a rir às gargalhadas caíram no chão de tanto girarem e de tontas que ficaram.


Algumas inspirações que me ajudam na hora de escolher que guardo no meu Pinterest aqui (tenho imensas giras que valem a pena ver, principalmente se estão a pensar mudar ou estão indecisas na decoração que querem fazer).

As melhores alternativas continuam a ser as feitas à medida, mas o preço é tão mais elevado que a solução IKEA continua a ser a primeira e onde já fomos espreitar os beliches que existem


Cá em casa temos a sorte de poder ter um quarto só para elas dormirem e outro dos brinquedos, onde de vez em quando cai uma bomba daquelas que deixa tudo de pernas para o ar.
Continuo a preferir quartos sóbrios, brancos com apontamentos de cores e padrões nos acessórios. Este fim de semana a última aquisição foi o carrinho aqua do Ikea, que ficou o máximo como apoio no quarto delas (ainda não consegui umas fotografias de jeito para mostrar, mas prometo tirar esta semana e vão ver como fica diferente com apenas uma pequena mudança/compra).




ps - Estar de dieta, ou preferir pratos saudáveis é cada vez mais um desejo e uma realidade boa, cheia de cor, alegria e muito bonita à vista. Não acham?

Cada vez gosto mais de comer saudável




5 comentários:

  1. Coloque vicks na planta dos pés. É mais eficaz!

    ResponderEliminar
  2. As melhoras da mini C! E boas corridas...

    blogdamariafrancisca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana, sobre as camas, já viu o site befara.pt
    Tem uns beliches engraçados e mais em conta (e mais giros que o IKEA, que me parecem demasiado altos e frágeis).
    As melhoras.
    Magda

    ResponderEliminar
  4. (ATÉ) esses momentos deixam saudades quando a adolescência lhe rouba parte da inocência
    (melhoras)

    ResponderEliminar