quinta-feira, 8 de novembro de 2012

...Confissões

Pois é dias, não são dias, e ontem não estava nos meus dias. Implicava por tudo, nada estava bem e tudo me fazia confusão. Por isso confesso,  tive um comportamento com a C . grande, que vai para o lado oposto, do que aprendi no workshop da Mum's the Boss.  Explodi e fiz uma tempestade num copo de água, só porque ela entornou o molho de soja, sujou o pijama, sujou-me a saia e achei que com  3 anos já devia ter mais cuidado. Estava num daqueles dias, tão, mas tão maus, que apenas o salmão cortado às tiras a fazer de conta que estava no Japones, me estava a deixar menos mal. Tudo estragado com a desastrada da C, que por acaso nisso sai à mãe,  logo mais uma razão para ser mais compreensiva. Mas não, nada disso, levantei-a por um braço, peguei nela a espernear e a pedir desculpa, que nem ouvi, nem quis dar atenção, e atravessei a sala com uma miúda desesperada que nem uma maluca como se me tivessem feito um mal tremendo, uma coisa gravíssima, algo sem remédio.

O H. olhava para mim incrédulo com os meu gritos, e com a minha reacção  Estava histérica, fora de mim e porquê? Por um simples entornar de molho de soja.

As mães não são feitas de pano como as bonecas, não têm sempre uma cara contente e sim, também perdem a razão e também fazem coisas erradas. Mas eu errei mais ainda, porque não lhe pedi desculpa, porque não lhe dei o miminho de boa noite e por isso me sinto tão mal...



 gira, gira, com o gorro Verde Menta, apetece encher de beijinhos dar um enorme xi coração, claro pedir-lhe desculpa, porque eu também erro



Cacomae no facebook AQUI e no Pinterest AQUI

33 comentários:

  1. É bem verdade, e depois ficamos com uma vontade enorme de as ir acordar e dar mil beijos... :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E hoje já a enchi de beijinhos e muitos miminhos...

      Eliminar
  2. é ser-se humano, minha linda! :) Da próxima saberás fazer diferente. Um beijinho e descansa - a C.gosta de ti à mesma <3 <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POis gosta...e quando acordou nem se lembrava e deu-me o maior sorriso do mundo....adoro-a claro!
      Beijinho grande minha querida

      Eliminar
  3. Bom dia,
    Geralmente dizem que quando estamos mal dispostas descarregamos em quem mais gostamos e foi o que aconteceu à C. grande...nada que um beijinho e um abraço, e um pedido de desculpa, não resolva...

    A C. está linda nessa foto, adoro o gorro e o casaco...de onde é???

    Bjs
    CP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E já está tudo como antes..mãe bem disposta e filha querida e amorosa que nem se lembrava e nao percebeu o pedido de desculpas...

      O gorro é ad Verde Menta (pode clikar na palavra que vai directa à loja)

      Um beijinho

      Eliminar
    2. Ana,
      Obrigada pela sua resposta e fico feliz que já esteja tudo normal...
      A minha pergunta era sobre o casaco...de que loja era!!!
      Obrigada
      Bjs
      CP

      Eliminar
  4. É verdade Ana....Também já me aconteceram situações parecidas...É horrível o sentimento de culpa que se segue. Hoje respiro 20 vezes antes de repreender de uma forma mais imperativa, evito explodir e tento sempre pensar o que seria se fosse eu a fazer aquilo, e que ainda são muito pequeninas...

    Ser mãe é uma prova diária a superar, mas com sucessos e alegrias extremas a triplicar! :)

    É admirável a tua sinceridade no blog. De certeza que ajudas muitas mães.

    Beijinhos com saudades

    Carolina Tomé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) temos de combinar com elas...

      Um beijinho grande

      Eliminar
    2. ADORO E REITERO!: "Ser mãe é uma prova diária a superar, mas com sucessos e alegrias extremas a triplicar! :)"
      Obgda pelas partilhas!
      1bjinho

      Eliminar
    3. :)) Sim, claro!!! O Natal seria uma excelente época para nos encontrarmos, e combinarmos tb com a I., a AnaL., a G., a JoanaG,...tenho saudades vossas.
      Beijos!

      Eliminar
  5. Como eu compreendo este post...
    Confesso que não sou a pessoa mais paciente do mundo e que, por vezes, fervo em pouca água, mas ser mãe ensina-nos isso mesmo... a sermos mais pacientes e tolerantes. Mas ao fim de um dia de trabalho, especialmente quando eles estão naqueles dias em que parece que só lhes dá para fazer asneiras, é muito difícil passar da teoria à prática.
    Nós (pais) não somos perfeitos, apenas tentamos fazer o nosso melhor. :)

    ResponderEliminar
  6. As mães, com todas as suas fragilidades do ser humano, são humanas, erram e esses erros contribuem para a reflexão seguinte (como o estás a fazer agora) e assim melhoram o seu papel. Tiveste consciência que exageraste. Não erraste. Não concordo que se deva levar tudo na desportiva, porque aí, onde está o nosso papel de educador? Ontem, o meu marido fez o mesmo num restaurante (com menos intensidade obviamente) quando o meu filho (tb de 3 anos) entornou em cima da mesa o copo de sumo porque não parava. São reações normais de quem quer educar, de quem quer que os filhos se portem convenientemente. Da próxima, já sabes como fazer. E lembra-te de que és humana. explica-lhe com calma de que deveria ter mais cuidado e pede-lhe desculpa por causa da exaltação. Ela entende. beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Como entendo Ana este post, e é com tristeza que confesso que me revejo nele, infelizmente... fico triste comigo própria quando tenho estas reacções, mas no nosso papel de mãe, donas de casa, profissionais, esposas, amigas, e mais umas tantas funções inerentes, dia a pós dia, ficamos exaustas, embora que tal não justifique os nossos actos menos correctos...mas o importante é realmente reflectirmos corrigirmos o que não fizemos da melhor forma!!!
    Um beijinho enorme!

    ResponderEliminar
  8. Oh! Ana,

    Todas temos os nossos dias não fique a "remoer"
    é normal ...a mim já me aconteceu o mesmo e pior
    mais que uma vez....não sou de ferro e quando já
    são uns meninos de 5-6 anos ...parece que estão a
    gozar connosco.... e rebenta-se!!!!
    Mas depois passa a nós é que nos custa !!!!


    bjns
    Raquel

    ResponderEliminar
  9. Oh Ana!!
    Este seu post ate me fez ficar com as lagrimas nos olhos!!!
    A C.grande tem uma cara de anjo!!!
    Mas...como eu a entendo...tambem tenho momentos desses com a minha filha mais velha!!
    E depois fico de rastos!!!

    ResponderEliminar
  10. Acontece-me tantas vezes... Acho que a correria de uma mãe, as vezes traz-nos estes dias menos bons! O que vale é que elas são tão queridas, que nos desculpam sempre!!! Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Apesar de ter sido um momento menos bom, acho óptimo que o tenhas partilhado por aqui! Mostra que nem tudo é um mar de rosas e serve para humanizar um bocadinho mais o blog e mostrar que isto não é só feito de coisas bonitas! :)

    Beijinhos,
    Leonor

    ResponderEliminar
  12. Apesar de ter sido um momento menos bom, acho óptimo que o tenhas partilhado aqui! Acaba por humanizar um bocadinho mais o blog e mostrar que isto não é só feito de coisas bonitas e cor de rosa! :)

    Beijinhos,
    Leonor

    ResponderEliminar
  13. Tantos dias assim...mas aprendemos com o tempo :) eu já peço desculpas sempre, e supostamente isso deixa-me "menos mal"...mas sim, a culpa é nossa de sermos tão intransigentes e de o stress do dia-a-dia nos acabar com a paciência

    ResponderEliminar
  14. Já me aconteceu, mas uma coisa que aprendi antes dela nascer e que faço com o meu marido é nunca ir dormir sem dar o beijinho de boa noite, mesmo chateada dou-lhe e sei que vou dormir melhor... Mas somos humanos e temos dias em que nos esquecemos disso também, ser mãe é um grande ato de amor e de paciência também!. A Carlota é uma boneca, esse gorro é qualquer coisa!.
    Beijinhos e continue, adoro lê-la.

    ResponderEliminar
  15. Ana, obrigada por partilhar esse momento menos bom, assim sabemos que não somos as únicas a quem essas fases lunares acontecem. Mas de certeza com mais algumas ferramentas da Magda nesses dias vamos reagir de outra maneira, ou pelo menos acontecerá muito menos.

    BJS.

    ResponderEliminar
  16. Ana, ainda bem que partilhou esse momento menos bom, porque assim sabemos que essas fases lunares não nos acontecem só a nós, mas de certeza com mais algumas ferramentas da Magda, nesses dias vamos lidar com os nossos pequenos com outra atitude.

    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Quando ouvimos as mães nos media ou até as nossas melhores amigas falar dos seus filhos, quantas vezes não pensámos já se em casa delas será tudo tão diferente do que se passa em nossa casa... A angústia em que ficamos quando acontece uma coisa semelhante à que contou não é fácil de transformar em palavras. Não é fácil ser mãe nem é fácil ser criança, mas o facto de nos conseguirmos aperceber daquilo que nos deixa tão mal mostra-nos o caminho para sermos melhores.
    Obrigada pela partilha.
    Sara

    ResponderEliminar
  18. Desculpe a brejeirice, mas grandes t******!
    Não é qualquer uma que consegue admitir quando erra com os filhos e principalmente "em público".
    Ainda não sou mãe, mas ajudei a cuidar dos meus manos gémeos desde que nasceram (temos 16 anos de diferença!) e muitas vezes também descarreguei neles indevidamente, e posso dizer que compreendo bem o aperto que sente.
    Com isto tudo quero dizer também que a acho uma Mãe com muita pinta e que gosto imenso de visitar o seu cantinho!
    Ah! As suas C´s são do mais fofo que há!

    mariavaicomasoutrasemaisalgumas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  19. Oh minha querida, dias não são dias e nós mamãs também temos momentos maus, às vezes um pouco menos de paciência, tentamos, mas não somos perfeitas, somos humanas... E o que demonstra que és uma mama dedicada, amorosa e super mamã?? O facto de admitires que agiste mal e pedires desculpa, aí sim, mostras que mamã não é perfeita, mas está lá perto.. Bjinhu

    (segue a nossa pagina https://www.facebook.com/pages/Mam%C3%A3-a-babada/340342979391824?ref=hl)


    Bjinhus e adoro ler-te**

    ResponderEliminar
  20. Oh mamã, não te sintas culpada... Nós mamãs também temos os nossos momentos, e nem sempre temos a paciência devida. Nós mamas, apesar de tentarmos, não somos perfeitas, somos humanas. Mas sabes o que mostra que és uma mamã carinhosa, uma super mamã?? O facto de admitires o teu erro e pedires desculpa, podemos não ser perfeitas, mas acho que estamos lá perto.

    Bjinhus querida adoro ler-te**

    (visita a minha pagina, do meu blog, https://www.facebook.com/pages/Mam%C3%A3-a-babada/340342979391824?ref=hl)

    ResponderEliminar
  21. eu tmabém sou assim... alguém dizia no outro dia que era ser mãe à italiana: grito muito mas em compensação dou também muito mimo. Acabo sempre por ir ter com ela à cama e dar beijinhos e abracinhos. As minhas pipocas são umas fofas.

    Um dia de cada vez...

    bjs.

    ResponderEliminar
  22. Compreendo perfeitamente...há dias assim....

    http://at-home-ideas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  23. ai como eu a entendo... tenho dois meninos que de tão meigos e lindso que não justificam os lapsos que eu tenho e as birras que eu faço quando eles são desastrados assim... o leite nunca fica só no copo, as papas nunca só no prato e os livros nunca na estante. serei eu demasiado piquinhas? ou não os deixo viver como conseguem e podem para a idade que têm. cresci numa casa cheia de regras, de gritos e castigos, não quero isso aqui... mas tb por vezes me calha a mim reagir assim, tipo louca e não me consigo controlar... mas quando caio em mim, não os largo. ainda não dizem desculpa, mas eu digo-lhes muitas vezes...

    ResponderEliminar
  24. E acabei de ficar bem mais aliviada :-) É que ontem quando me deitei, levei comigo uma dor de consciência, por não ter tido tempo e calma para brincar com a minha filhota e ter stressado com tudo o que correu menos bem. Hoje de manhã, pedi desculpa e dei beijinhos também (com 16 meses garantidamente quae não percebeu nadinha). Obrigada pela partilha!

    Marta

    ResponderEliminar
  25. Então tem um bom motivo para fazer um lanchinho especial para o pedido de desculpas oficial. Basta um: lembras-te quando a mãe se zangou contigo por teres entornado o molho de soja?... o resto sai do coração. Os miúdos têm uma capacidade enorme de perdoar, eu que trabalho com miúdos sei de histórias familiares "do arco da velha" e eles perdoam sempre a família.

    PS: todos temos um dia não, não é só a Ana!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. E não foi bom desabafar por aqui?
    Antes de ser mãe, eras mulher, eras e é suma pessoa normal que não tem nunca a obrigação de ser sempre perfeita. E esse também um excelente exemplo que dás à C., que quando se erra se pede desculpa. ela um dia também vai cometer erros, mas vai aprender a reconhece-los e a pedir desculpa. E, quem nunca fez igual, que atire a primeira pedra.
    Mas percebo perfeitamente aquilo que sentiste nos pós-stress... todas temos a ambição de ser impecavelmente perfeitas 24h e ficamos furiosas quando falhamos com os nosso bebés. Somos humanas.
    Welcome back!
    beijinhos

    ResponderEliminar